Agentes do ICE recebem ordem para não deportar imigrantes vítimas de crimes

O governo Biden emitiu na quarta-feira (12), um comunicado que determina aos agentes do Departamento de Imigração e Alfândega dos EUA (ICE), que se abstenham de prender e deportar imigrantes ocorreram de crimes, exceto em circunstâncias extraordinárias.

A orientação é que os agentes sejam discretos em casos com imigrantes que estão se candidatando a um benefício de imigração projetada para proteger a vítima de crimes como tráfico e violência doméstica.

Para o diretor interino do ICE, Tae Johnson, a mudança na atuação encoraja os imigrantes que moram no país sem permissão a entrar em contato com as autoridades e auxiliares em investigações.

Quando como têm acesso à proteção humanitária, independentemente de seu status de imigração, e podem se sentir seguras para se apresentar, isso fortalece a capacidade das agências locais, estaduais e federais de aplicação da lei, incluindo o ICE, de detectar, investigar e processar crimes. É o compromisso do ICE ajudar as vítimas de crimes.

Em fevereiro, Johnson recomendou aos agentes que se concentrem em pessoas avaliadas como uma ameaça à segurança nacional e exigiu que os oficiais procurem a aprovação do chefe antes de fazer prisões. 

Os oficiais do ICE também foram conselhados, em junho, a evitar a prisão de grávidas e lactantes. 

Representamos causas imigratórias em todos os Estados Unidos.

Whatsapp: + 1-954-204-0393

www.castrolegalgroup.com

youtube.com/conexaoimigracaousa

Subscribe to our Newsletter.