Biden aumenta lista de locais que oficiais do ICE não podem fazer prisões

O Secretário do Departamento de Segurança Interna (DHS) Alejandro Mayorkas  publicou na última quarta-feira (28), uma ampliação da lista com “locais sensíveis” onde os oficiais de imigração não podem fazer prisões.

Antes do memorando, os oficiais do Departamento de Imigração e Alfândega dos EUA (ICE) não podiam prender pessoas em escolas e hospitais. Agora, uma lista inclui também abrigos de violência doméstica, bancos de alimentos, instalações de aconselhamento, centros de respostas a desastres e outros. Confira os demais locais:

  • Igrejas;
  • Comícios;
  • Manifestações;
  • Desfiles;
  • Playgrounds;
  • Creches;
  • Pontos de ônibus;
  • Casamentos;
  • Funerais;
  • Qualquer forma de estudo religioso.

Mayorkas afirmou que é possível que os cumprimentos cumpram suas missões sem negar ou limitar o acesso dos requisitos às suas necessidades básicas como atendimento médico e educação:

 “Se tomarmos medidas em um abrigo de emergência, é possível que não-cidadãos, incluindo crianças, hesitem em visitar o abrigo e receber alimentos e água médica, atendimento médico urgente ou outro atendimento humanitário”, disse. 

Mayorkas ainda enfatizou que uma lista de áreas protegidas não é exaustiva e disse aos oficiais que pesem “a importância dessas atividades para o bem-estar das pessoas e das comunidades das quais fazem parte”. 

O memorando destaca exceções para lentes iminentes de violência. Nesses casos, os policiais devem usar seu critério para prisão, mas precisar pedir aprovação prévia de qualquer medida drástica.

Subscribe to our Newsletter.