Deportações de imigrantes presos na fronteira são suspensas por 100 dias

Em seu primeiro dia de governo, Biden anunciou a suspensão de deportações de imigrantes apreendidos em fronteiras e portos americanos por 100 dias. A medida entra em vigor nesta sexta-feira (22).

A partir desta sexta-feira também ficam suspensas novas inscrições para o Migrant Protection Protocols (MPP), popularmente conhecido como “Remain in Mexico” (permaneça no México, em português).

De acordo com memorando publicado pelo Departamento de Homeland Security (DHS), “por 100 dias, começando no dia 22, o DHS vai paralisar as deportações de alguns indivíduos para revisão das políticas e para garantir que a lei imigratória está protegendo a segurança nacional, as fronteiras a segurança pública”, afirma o secretário do DHS, David Pekoske.

A medida se aplica a imigrantes apreendidos nas fronteiras e portos depois do dia 1 de novembro de 2020. Essa suspensão de deportações só é válida para pessoas que não sejam suspeitas de terrorismo ou que ameacem a segurança nacional.

O governo alega que existem outras prioridades na fronteira hoje, como evitar o avanço da pandemia..

Quanto ao MPP, o DHS esclareceu que não incluirá mais imigrantes no programa, e “todos os participantes atuais do MPP devem ficar onde estão, enquanto se aguarda mais informações oficiais do governo dos EUA”.

No primeiro dia de governo, Biden já anunciou a paralisação das obras do muro na fronteira, fim do veto à entrada de cidadãos de países muçulmanos nos EUA. Sem dar muitos detalhes, o presidente democrata também publicou um memorando informando que vai “preservar e fortalecer” as ações para o Deferred Action for Childhood Arrivals (DACA).
Representamos causas imigratórias em todos os Estados Unidos.

Whatsapp: +1-954-204-0393

www.castrolegalgroup.com

youtube.com/conexaoimigracaousa

Instagram: @immigratetotheusa

Subscribe to our Newsletter.