Governo Trump acusa Facebook de discriminar trabalhadores americanos

O Departamento de Justiça entrou com processo contra a rede social Facebook, na quinta-feira (3), acusando a empresa de priorizar a contratação de estrangeiros em detrimento de trabalhadores americanos.

De acordo com informações do DOJ, o Facebook contratou – entre janeiro de 2018 e setembro de 2019 – 2.600 estrangeiros para cargos diversos na empresa, por meio de processos de labor certification (PERM), com salário médio anual de $156 mil dólares. Em média, a rede social de Mark Zuckerberg estaria contratando 1 americano para cada 100 estrangeiros.

As investigações feitas pelo departamento por dois anos, ainda segundo o documento, mostram que o Facebook se recusou a contratar americanos capacitados para trazer estrangeiros.

“Nossa mensagem é clara: se as empresas negarem oportunidades de trabalho a americanos para contratar estrangeiros com salários mais baixos, nós vamos processá-los. Empregadores não podem contratar estrangeiros em detrimento de trabalhadores nascidos nos EUA”, afirma o procurador Eric Dreiband, do DOS.

Em nota, o Facebook informou que está colaborando com as investigações e que nada tem a acrescentar no momento.

A equipe do Castro Legal Group, liderada pela advogada Renata Castro, está sempre monitorando e divulgando as novidades relacionadas à Imigração no nosso site www.castrolegalgroup.com e nas nossas redes sociais. Fique ligado!

Representamos causas imigratórias em todos os Estados Unidos.

Whatsapp: +1-954-204-0393

www.castrolegalgroup.com

youtube.com/conexaoimigracaousa

Subscribe to our Newsletter.