Milhares de famílias de imigrantes são mandadas de volta para o México

Desde que Joe Biden ganhou as eleições em novembro, o fluxo de imigrantes para a fronteira dos EUA com o México aumentou significativamente. Esses imigrantes, a maioria de países da América Central, estão vindo em busca de sonhos, fugindo da violência em seus países e em busca de uma vida melhor.

Para a advogada de imigração Renata Castro, fundadora do Castro Legal Group, é ilusória a ideia de que Biden vai aceitar todos os imigrantes que vêm pela fronteira a partir de agora. “Essa crise hoje existente na fronteira vai ser a grande barreira para a aprovação de qualquer reforma imigratória. As pessoas estão pensando que as portas do País se abriram a partir de agora e isso não é verdade”, afirma a advogada de imigração.

Somente em fevereiro, 100 mil pessoas se apresentaram na fronteira em busca de asilo, incluindo 9.500 crianças desacompanhadas. O número é 60% maior que em janeiro. Mas muitas dessas famílias foram mandadas de volta sumariamente.

Ao contrário dos que muitos pensam, Biden não cancelou a medida adotada por Trump de mandar imigrantes de volta para o México para esperar por audiências de asilo.

O secretário do Homeland Security, Alejandro Mayorkas, ressaltou em entrevista esta semana que os Estados Unidos não estão aceitando todo mundo. “Famílias do México e de países da América Central serão mandadas de volta ao país vizinho a menos que eles não tenham capacidade para receber esses imigrantes”, ressaltou Mayorkas.

Foto Divulgação CBP

Representamos causas imigratórias em todos os Estados Unidos.

Whatsapp: +1-954-204-0393

www.castrolegalgroup.com

youtube.com/conexaoimigracaousa

Instagram: @immigratetotheusa

Subscribe to our Newsletter.