Taxas de negação de visto H1B caem após o fim das políticas de imigração de Trump

De acordo com um novo relatório da National Foundation for American Policy (NFAP), as taxas de negação de H1B retornaram a níveis mais baixos, como vistos antes do governo Trump, após decisões judiciais e um acordo legal para encerrar as políticas restritivas do governo.

As mudanças começaram no quarto trimestre do ano fiscal de 2020, enquanto Donald Trump ainda era presidente, após um acordo com o grupo empresarial ITServe Alliance e juízes declarando que as políticas eram ilegais.

“A taxa de negação para novas petições H1B para emprego inicial no ano fiscal de 2021 caiu para 4%, muito abaixo da taxa de recusa de 24% no ano fiscal de 2018, 21% no ano fiscal de 2019 e 13% no ano fiscal de 2020”, aponta o relatório. “O governo Trump conseguiu executar o que os juízes determinaram como políticas ilegais por quase quatro anos, e as políticas impuseram custos significativos aos empregadores, portadores de vistos e à economia dos EUA, provavelmente contribuindo para que mais trabalho e talentos se mudassem para outros países”.

As decisões judiciais também impediram que os Serviços de Cidadania e Imigração dos EUA (USCIS) continuassem a impor novas restrições sobre quem estava apto a obter a ocupação de especialidade H1B.

O relatório diz que as baixas taxas de negação de H-1B no ano fiscal de 2021 mostram que a abordagem anti-imigração do governo Trump “foi uma aberração”: “Para várias empresas, particularmente aquelas que fornecem serviços de tecnologia da informação (TI) ou outros serviços comerciais para empresas dos EUA, a taxa de negação de petições H1B para emprego inicial foi muito menor no ano fiscal de 2021 do que no ano fiscal de 2020.”

Os vistos temporários H1B são a maneira mais acessível e mais usada para estrangeiros altamente qualificados trabalharem a longo prazo nos Estados Unidos e conseguirem se tornar um cidadãos americanos.

Subscribe to our Newsletter.