“Erros inocentes” não serão motivo para negar green cards e vistos

Autoridades imigratórias dos Estados Unidos reverteram, no início deste mês, uma ordem de Trump que autorizava que agentes negassem vistos e green cards por pequenos erros ou falta de informações em seus processos imigratórios.

Isso quer dizer que solicitantes de benefícios terão uma segunda chance de providenciar documentos adicionais antes que o processo seja aprovado (ou negado).

Tradicionalmente, quando as pessoas dão entrada em processos para obtenção de vistos e green cards, se o U.S. Citizenship and Immigration Services (USCIS) sentir falta de alguma informação, eles emitem o Request For Evidence (RFE) e o Notice of Intent to Deny (NOID). Durante a administração Trump, a mudança de política fez com que diversos processos foram negados sumariamente, mesmo por ‘erros inocentes’.

Agora, o USCIS voltou a aplicar uma política de 2013 que orienta os agentes a emitirem o RFE e NOID quando sentirem falta de informações no processo. “Essa atualização da política vai garantir que os solicitantes de benefícios tenham a oportunidade de corrigir pequenos erros e omissões sem intenção”, disse o USCIS em comunicado.

A agência imigratória anunciou, ainda, que a autorização de trabalho (Employment Authorization Document) terá validade de dois anos e não mais de um ano apenas. (Com informações do Miami Herald)

Representamos causas imigratórias em todos os Estados Unidos.

Whatsapp: +1-954-204-0393

www.castrolegalgroup.com

youtube.com/conexaoimigracaousa

Subscribe to our Newsletter.